DesEsperando – como descansar e esperar no Senhor

Desespere_Devocional

DesEspere – Descanse e Espere no Senhor*

Quando estamos em meio a problemas é muito comum que as pessoas nos digam: “Descanse no Senhor. Espere no Senhor”. Como solteira, assim como muitas outras moças que conheço, sempre ouvi dizer que o melhor seria esperar no Senhor. Mas, afinal, como descansar e esperar?

Antes de apresentar alguns passos práticos para lhe ajudar nessa missão, lhe convido a fazer uma breve reflexão pessoal. Mesmo sabendo que estamos apenas de passagem por esse mundo (Jo 17.16), nos envolvemos profundamente com as coisas que aqui encontramos. Sem perceber, desejamos acumular tesouros na Terra (Mt 6.19) e desperdiçamos o tempo que não é nosso (Jó 38.4) com distrações que em nada edificam. Será que nossas atitudes e escolhas têm revelado um viver que busca glorificar e depender do nosso Criador?

De repente, em algum momento da vida, percebemos que será preciso adaptar nossas casinhas de brinquedo, àquelas que tínhamos total controle sobre as circunstâncias. Descobrimos que a maioria dos romances que consumimos durante a infância e adolescência através de contos, novelas e filmes não retratam a realidade. Nem sempre as coisas acontecerão no tempo e do jeito que a gente sonhou.
 As incertezas da vida nos dão uma grande oportunidade de exercitar nossa fé, o que nos permite esperar descansadas pelo melhor de Deus para nós.

Vejamos o exemplo de Jesus no evangelho de Lucas. Em meio à tempestade que agitava o barco, Jesus descansou (Lc 8.23–25). Após repreender a fúria do vento e do mar, ele disse aos seus discípulos: Onde está a vossa fé? Jesus tinha convicção de que aquela situação poderia ser resolvida, afinal ele conhece o Pai que tem. E esse é o primeiro dos cinco passos práticos que separei para ajudá-la a descansar e esperar pelo melhor de Deus para você.

Lembre-se quem é Deus

A atitude de Jesus em meio àquele cenário turbulento no mar demonstra que ele confiava no Pai que tem. Portanto, como diria o profeta Oséias: Conheçamos e prossigamos em conhecer ao Senhor (Os 6.3a). Somente assim poderemos nos lembrar de seus atributos, como fidelidade, amor, justiça, onipresença e onipotência, tanto nos momentos de encorajamento de outros, quanto nos momentos em que passarmos por dificuldades.

Saiba quem você é em Cristo

Em Efésios, podemos identificar algumas das características da mulher salva (Ef 1.3). Ela é filha de Deus (Ef 1.5), perdoada (Ef 1.7), herdeira (Ef 1.18), criada para boas obras (Ef 2.10). Por outro lado, é limitada em sua compreensão e permanece em processo de santificação (Ef 2.22; 4.13), além de ser uma lutadora contra o mal (Ef 6.12). Se em Cristo somos mais que vencedoras (Rm 8.37), lembremo-nos sempre de que na dependência dele podemos descansar.

Busque estar no centro da vontade do Senhor

Em meio a tantos caminhos, você tem clareza de propósito? Conhece seus dons e talentos? Tem servido na igreja local e/ou em sua comunidade? Deus nos fez seres com capacidade de escolha e precisamos usar essa capacidade com sabedoria (Tg 1.5), principalmente durante um período de espera. Caso ainda não tenha clareza quanto ao seu propósito aqui na Terra, busque ao Senhor em oração e esteja atenta à resposta que ele lhe dará, seja através da Palavra, das circunstâncias, dos seus líderes ou de pessoas sábias.

Use o tempo que Deus lhe dá de maneira útil

Gosto muito da definição apresentada pela conselheira Nancy Araújo: “Esperar no Senhor não significa ficar sentada dentro de casa, mas viver, estudar, trabalhar, servir ao Senhor, estar ocupada em ser bênção na vida de outras pessoas.” Praticando o amor ao próximo, celebrando relacionamentos de qualidade, você reduzirá drasticamente as chances de tomar decisões precipitadas com foco no “eu”.

Olhe as circunstâncias sob a perspectiva certa

Deus vê o cenário completo, enquanto nós temos uma visão infinitamente limitada do todo. Por esse motivo, quando sabemos quem Deus é e temos a certeza de estar no centro da vontade dele, as circunstâncias tendem a ser encaradas de outra forma. E não quero dizer que devamos ignorar nossos sentimentos, mas dominá-los, assim como fez Jesus, Jó, Jeremias, Paulo, entre tantos outros exemplos bíblicos, que passaram por dificuldades sem se desviarem da perspectiva correta.

Nos momentos em que a dor é profunda e a angústia enfraquece a alma, traga à memória a esperança bíblica (Lm 3.21; Sl 119.11). Não ignore os problemas, mas lide com eles sob a perspectiva correta.


*Original publicado na Revista Missão Mulher, edição 51, Setembro/Dezembro de 2016

Share

8 comments

  1. Rosa Maria says:

    Elaine que lindo texto! Cada uma dessas características tocaram no meu coração, ajudaram-me a refletir, ainda mais, em como está o meu nível de crescimento espiritual na minha vida cristã. Deus abençoe sempre essa preciosa página.

    • Elaine Martins says:

      Obrigada, querida Rosa. O desafio é diário e assim será até o dia que o Senhor nos chamar. Um beijo grande!

  2. Vanessa says:

    Bonjour ma belle Elaine.
    C’est Vanessa de Québec!!! Hahahah…
    Vc sabe que tb gostei muito desse texto e simplesmente complementou meu devocional de hoje…
    Meu devocional dizia que ao inves de dizermos à Deus o tamanho dos nossos gigantes, devemos dizer aos gigantes o tamanho do nosso Deus…

    Gros bisous.
    À bientôt,

    Vanessa

    • Elaine Martins says:

      Van, querida! Que bom receber seu contato! 🙂 Glórias a Deus. Fico contente que se mantém com o coração aberto e atento ao que Deus quer te mostrar. Um abraço grande!

Deixe uma resposta