Defraudação emocional: autodefraudação

Por Camilla Vieira*

É muito fácil ver por aí relacionamentos diluídos, dirigidos sem muita sabedoria. Há quem se machuque antes mesmo de se relacionar, há quem tenha dúvidas do futuro por causa do que viveu no passado. Afinal, como viver a vida de forma consistente e refletir isso em relacionamentos? A palavra nos norteia e, a partir deste post, falarei um pouco deste assunto não tão conversado mas muito presente entre jovens e adolescentes. Em primeiro lugar, vamos pensar – o que é defraudação? Pra resposta, vamos à Bíblia.

“Sabes os mandamentos: Não matarás, não adulterarás, não furtarás, não dirás falso testemunho, não defraudarás ninguém, honra a teu pai e tua mãe.” Marcos 10:19 ARA

Defraudar, assim como dito no mesmo versículo pela NVI, é enganar. Quando se trata de relacionamentos, o enganar pode ser traduzido para gerar expectativas em alguém quando não se pode suprir. Como primeiro tópico, vamos falar da

AUTODEFRAUDAÇÃO

…que é o engano que praticamos contra nós mesmos. Por exemplo, quando criamos muita expectativa em cima de alguém, levando o sentimento com muita intensidade. Geralmente, isso acaba terminando em frustração e aí vão uns problemas que explicam o porquê:

  1. A pessoa não é Deus para suprir suas carências – só Senhor de fato pode preencher seu coração e suprir suas expectativas
  2. Ninguém é perfeito – na autodefraudação a tendência é idealizar demais o outro
  3. Sentimento de posse – pode acontecer de a pessoa já imaginar algum nível de relacionamento com o outro, o que pode até gerar conflitos com outras pessoas por ciúme. Tenha em mente que ninguém é seu (nem seu futuro marido ou esposa, que serão do Senhor)
  4. O que eu quero – acaba virando aquela história do “ninguém me ama, ninguém me quer”. O foco fica em si, quando deveria estar em Deus – que deve ser também a base de um relacionamento.

Temos que observar os aspectos pecaminosos disso. Pode haver por trás, egoísmo, ansiedade e mesmo idolatria (quando você põe algo ou alguém acima de Deus no seu coração, talvez um desejo de relacionamento que é o centro do seu pensar).
É necessário que coloquemos nosso foco em Deus para então pensar num relacionamento. É pra glória Dele que isso deve existir, logo, ame-o acima de todas as coisas para, assim, poder amar alguém.

Como solução para a autodefraudação, você deve focar primeiro no Senhor – pedí-lo ajuda nisso. Para poder pensar em relacionamento, amadureça seu espiritual – um pecador somado a outro exige mais foco. Evite as expectativas e a pressa – toda a paciência e sabedoria são importantes. Veja outras pessoas como amigos e irmãos em Cristo – é a realidade e o que tira o peso de se preocupar com quem será seu par.

Espero que o Senhor te guie nos caminhos Dele!


*Camilla Vieira é estudante e colunista do Não Morda a Maçã. Conteúdo originalmente publicado no site Não Morda a Maçã com reprodução autorizada pela autora.

Share

One comment

Deixe uma resposta