E os namorado?

Então, é Natal… Um dos períodos mais esperados do ano celebra o nascimento de Cristo através dos tradicionais corais, edifícios iluminados, ações sociais e encontros entre amigos e familiares. Poucas ocasiões no ano oferecem a oportunidade de reunir pessoas queridas, e dezembro acaba sendo o mês favorito para matar a saudade e colocar o papo em dia. E prepare-se, pois “e os namorado” é parte integrante do combo natalino solteiros.

Muita gente ainda se incomoda quando é questionada sobre o porquê de não ter um namorado(a). E aqui vamos tratar de uma razão em particular que torna essa pergunta tão difícil de ser encarada: o descontentamento. 

Há um tempo atrás publicamos aqui no blog uma série de estudos sobre contentamento na vida de solteiros. Se pararmos para pensar, o descontentamento é o que nos faz agir e reagir de maneira inadequada frente aos desafios e questionamentos que se apresentam diante da gente. Estar descontente por estar solteiro nos faz ficar mal só de pensar no que responder para os tios e tias na noite de Natal quando perguntarem sobre seu status de relacionamento. Aquilo que poderia ser encarado apenas como uma preocupação legítima com seu bem estar, acaba sendo recebido de maneira depreciativa, como algo que evidenciasse sua incapacidade para algo maravilhoso que Deus criou, o casamento. 

Se não podemos impedir as pessoas de nos fazerem a tão temida pergunta, ainda podemos escolher a melhor resposta:

  1. Um sorrisinho sem graça acompanhado de nariz vermelho, olhos lacrimejantes e a resposta: “os namorado não, só um já estava bom”
  2. Uma cara feia com resposta curta e atravessada
  3. Um sorriso terno junto com um testemunho convicto sobre aquilo em que você acredita.

Evidentemente todos gostaríamos da terceira opção mas para que isto seja possível, é essencial refletir desde já sobre nosso relacionamento com Deus.

Quanto mais conhecemos o Senhor, mais podemos nEle confiar. Citando somente o poder para mudar toda e qualquer circunstância, a misericórdia e os planos perfeitos de Deus, dentre inúmeras outras características e atributos, já seria possível renovarmos nossas forças tendo a certeza de que Ele não nos esqueceu. Ele cuida da nossa vida como um todo, tanto das necessidades materiais – vestimenta, alimentação, saúde, (Mateus 6:31) – quanto das nossas emoções, ao nos dar o Espírito Santo, o Consolador (João 14:16), a todo aquele que recebe o Senhor Jesus como seu salvador. Renove a sua mente (Efésios 4) com uma atitude de gratidão no lugar de se alimentar com falsos romances de contos, novelas e redes sociais.

Receba de coração as verdades bíblicas na sua vida para então poder compartilhá-las com amor para aqueles que não as conhecem ou relembrar que as esqueceu. Somente assim as perguntas difíceis de serem respondidas poderão ganhar um tom diferente que tira o nosso próprio mérito e o confere ao único que é digno de honra por quem é pelo que faz.

Leia também

Antes de querer um namorado deixe Deus curar seu coração

Share

Deixe uma resposta