Quando as circunstâncias mudam para o bem

Eis que faço uma coisa nova, agora sairá à luz; porventura não a percebeis? Eis que porei um caminho no deserto, e rios no ermo.
Isaías 43:19

Como é bom quando a gente percebe as coisas saindo do jeito como a gente planejou, ou de modo ainda melhor. Em momentos assim, a gente até glorifica a Deus publicamente mencionando Efésios 3:20 a amigos e familiares, versículo que nos lembra do poder do Senhor para fazer muito além do que pedimos ou pensamos. Agora, convenhamos, muitas vezes as coisas não acontecem como a gente esperava. E aí, será que Deus mudou junto com as circunstâncias?

A resposta à pergunta anterior você já sabe: não, Deus não muda. Ele quer, no entanto, que nós mudemos, conformando-nos à imagem de Jesus (1 Pedro 1:15; Romanos 8:29). E em meio a esse processo, vez ou outra, algumas alterações no rumo das nossas vidas certamente acontecerão, tirando-nos da chamada “zona de conforto”. Pode ser através de uma demissão do trabalho, por um problema de saúde, mudança de casa, rompimento de namoro… Acontecendo de forma repentina ou gradual. E aí a gente chora, esperneia e só falta perguntar: “porquê comigo, Deus?”. 

Se você entende que Deus é poderoso para fazer qualquer coisa, se você entende que o Senhor tem a visão completa da história, se você se dedica ao conhecimento desse Deus e lembra dos inúmeros exemplos deixados para nós na Bíblia em que Ele agiu em meio a situações difíceis para revelar seu poder a multidões, aprenda a aceitar com serenidade as mudanças, confiando plenamente que há um propósito maior em todas as coisas. 

Circunstâncias adversas ou inesperadas me lembram uma criança interagindo em casa com seus brinquedos. Ela parece muito entretida e satisfeita com o que tem, até que seus pais comunicam ser a hora de deixar os carrinhos e as bonecas de lado pois há uma surpresa infinitamente melhor à frente. Então a criança faz bico, chora, se nega a ir ao lugar desconhecido. Ela é pequena demais para entender e ainda “confia desconfiando” em seus pais.

Nesse processo, acaba demorando para deixar seus brinquedos de lado e perde um tempo precioso insistindo naquele mundinho, o que gera um rompimento mais doloroso, meio que à força, com seus pais tirando-na de casa pelos braços e colocando-na no carro. Mal sabe a criança que está rumo ao aeroporto, a caminho do maior parque de diversão do mundo. Aquele pequeno ser não pode sequer imaginar o quanto seus pais se dedicaram para oferecer aquele momento maravilhoso a seu amado filhinho. Tempos depois, a alegria toma lugar do choro e da dor – e como seria bom se tal episódio ficasse marcado em sua memória como aprendizado de confiança.

Deus nos oferece inúmeras oportunidades para sermos melhores a cada dia, juntamente com todo o suporte necessário para termos êxito nessa jornada. Pedindo sempre sabedoria ao Senhor, é preciso ficarmos atentos ao que Deus espera de nós como cooperadores de sua obra aqui na Terra, tendo a certeza de que Ele suprirá as nossas necessidades (Mateus 6:33). Não deixe seu lado egoísta falar mais alto e tornar as coisas mais difíceis. Descansando nos braços do Pai tudo sempre vai ficar bem.

Share

Deixe uma resposta