Seja você a benção | Série contentamento na vida de solteiro

Por Diogo Henrique

Para muitos, ser solteiro é um tipo de maldição, exclusivo para pessoas que não são interessantes e nem felizes. Hoje, muitos acreditam que se você realmente quer ser abençoado, precisa se casar. Mas estas são as “vozes” que ecoam na nossa sociedade e que, infelizmente, muitos acabam tendo como verdade. Quero lhe dizer que isto não é a verdade de Deus. 

Antes de entrar neste assunto, muitos podem achar, que pela “exaltação” que farei aqui sobre a vida de solteiro, que sou contra o casamento. Isto não é verdade, tanto que oro pelos meus jovens para que muitos se casem (posso ouvir um amém?). Mas a ênfase que quero dar é que cada um pode cumprir o seu chamado diante de Deus, quer seja casado ou solteiro. 
Quero analisar o que Paulo fala aos solteiros e que muitos de nós não paramos muito para prestar atenção. É o que se encontra em I coríntios 7:
“Quanto ao que me escrevestes, é bom que o homem não toque em mulher;” – I Co. 7:1
O que o texto está ensinando, de uma maneira direta, que é bom (algumas traduções, melhor) ser solteiro do que casado! Como solteiro, você pode servir a Deus, dedicar o seu tempo, sua energia e seus recursos com mais intensidade do que um casado. Quando se entra no casamento, o seu primeiro ministério é para com o seu cônjuge e filhos e, de uma forma ou de outra, a sua atenção e recursos precisam ser divididos. Paulo também nos escreveu:
“Quero que todos os homens sejam tais como também eu sou; no entanto, cada um tem de Deus o seu próprio dom; um, na verdade, de um modo; outro, de outro. E aos solteiros e viúvos digo que lhes seria bom se permanecessem no estado em que também eu vivo. Caso, porém, não se dominem, que se casem; porque é melhor casar do que viver abrasado.” – I Co. 7:7-9
Paulo aqui reforça que cada um tem um dom. Especificamente neste texto não são os dons espirituais, mas sim um chamado, uma missão para ser solteiro ou casado. E, novamente, reforça aos solteiros que seria bom (em algumas traduções, melhor) que permanecessem solteiros. Outra verdade aqui é que o casamento não deve ser o alvo principal do solteiro e sim uma alternativa. O solteiro tem uma grande e importante tarefa a realizar: Servir ao Senhor, exatamente como Paulo fazia. A bênção plena de Deus não está sobre o casado ou sobre o solteiro, mas sim sobre aquele que faz a vontade de Deus. 
O solteiro tem uma grande e importante tarefa a realizar: Servir ao Senhor, exatamente como Paulo fazia. A bênção plena de Deus não está sobre o casado ou sobre o solteiro, mas sim sobre aquele que faz a vontade de Deus. 
Jesus, dentro do seu “dom”, realizou o seu ministério como solteiro e, através disto, se dedicou ao ministério e propósito. Ele pôde viajar constantemente, dedicar noites inteiras em oração e até mesmo se dedicar para deixar discípulos que transformassem o mundo. 
 

Que esta reflexão nos ajude a não absorvermos o que as “vozes” têm dito e sim acreditar no que a Palavra de Deus nos ensina. Que você decida servi-lo, sendo uma grande bênção onde está.


*Diogo Henrique é pastor da Juventude da Igreja Batista Esperança.

Leia também:

Livre para amar | Série contentamento na vida de solteiro

Share

One comment

Deixe uma resposta