Testemunho sobre como Deus nos aperfeiçoa enquanto a gente espera

Acácia, Chloe e Romes

Acácia, Chloe e Romes

Como é bom ouvir histórias de gente do nosso tempo que, com muita generosidade, compartilha encorajamento. Um querido professor costumava dizer: “isso é solo sagrado”.

Hoje vamos conhecer a história da Acácia Caitano. Há exatos 10 anos eu entrava para a mesma empresa onde a Acácia trabalhava. Na época, não sabíamos, mas ambas eram recém-convertidas, e a história que vamos conhecer hoje estava apenas começando.

De 2004 a 2014…

Fiquei 10 anos solteira, depois de um casamento de dois anos e um divórcio doloroso. Foram anos cruciais para a reconstrução dos meus sentimentos.

Ao longo desse tempo, teve ocasiões em que eu não quis um namorado, e algumas pessoas interessantes cruzaram meu caminho; teve também o período em que quis muito um namorado e ninguém interessante apareceu.

Nesses 10 anos de ‘solteirice’, oito deles foram após meu batismo nas águas e aceitação de Cristo em minha vida. Sim, oito longos anos esperando em Deus a preparação de um namorado, noivo e esposo. Boa parte desses anos eu pedia para Deus que me preparasse um homem de acordo com os meus gostos. Mentalmente existia uma lista de atribuições ao perfil do ‘candidato’. Afinal, eu queria a preparação de Deus na minha vida mas, do meu jeito.

O que aconteceu durante esses 10 anos de espera?

Anos se passaram, o foco do meu tempo e minha mente eram os estudos e o trabalho. Trabalhei muito e me tornei uma workaholic. Infeliz, uma das perguntas que não saiam da minha cabeça era: o que eu estava buscando com tanta dedicação ao trabalho e distanciamento dos amigos, familia e até de Deus? Sucesso? Talvez, mas quando ele chegou, não me fez feliz.

Fui buscar ajuda profissional para conseguir entender a confusão que estava no meu coração e ter novamente amigos e convívio social assíduo. Consegui com a ajuda de Deus.

De que maneira Deus te mostrou que você estava no caminho errado?

Quando consegui ouvir meu coração, olhar para dentro de mim, percebi que estava fazendo tudo errado. O que queria mesmo era muito mais simplicidade do que eu estava vivendo. Queria muito uma família comum: esposo, filhos, passear no shopping de mãos dadas, cozinhar, viajar nas férias…assim, coisas simples.

Percebi que estava esperando que Deus agisse na minha vida como eu queria que Ele agisse (eu queria dar as coordenadas para Deus). Estava esperando que a vontade de Deus fosse exatamente igual à minha vontade na minha vida.

Então, o que você fez?

Baixei a guarda, falei com Deus em uma oração: seja feita Sua vontade em minha vida, vou tirar as minhas mãos. A partir daquele dia, todos os dias ainda são de muito exercício da humildade.

Menos de um ano após essa oração, em abril de 2014 fui convidada para participar de um grupo virtual de amigos da minha igreja. No dia 1 de maio aconteceu o primeiro encontro presencial. Diversas pessoas interessantes, mas uma me chamou atenção. Ele falava bem, era articulado, mas, estava longe de alcançar as ‘atribuições’ da minha tal lista mental. Mas agora, o que isso importava? Eu não faria mais nada pelas minhas mãos.

Que padrões você tinha em mente em relação ao futuro pretendente e que o tempo de espera te fez mudar?

Eram padrões impostos pela minha imaturidade: meu ‘pretendente’ deveria ser alto, forte, moreno ou negro, que tivesse uma posição social igual a minha ou acima, culto, romântico, que gostasse de conversar muito, que não tivesse preconceito por eu já ter sido casada, que tivesse carro e casa própria, etc…

Após o tempo de espera, o que você valorizava de diferente em um homem quando conheceu o Romes?

Que fosse um homem de Deus, como falamos na minha igreja um ‘servo’ de Deus, com muito amor pelo Obra de Deus.

O tempo de espera me fez entender que, se eu queria um casamento preparado por Deus não poderia ficar escolhendo, precisava confiar na escolha de Deus para mim. Passei a valorizar a importância do homem ter a mesma fé que eu, os mesmos ideais, a mesma busca e que atributos físicos e bens materiais são escolhas pequenas demais perante o amor que nos inunda quando a Obra de Deus é realizada em nossa vida.

E conte para a gente, o que aconteceu a seguir?

Cansada da solteirice, dos erros e com medo, fui aos pés do Senhor Jesus e pedi para que me orientasse, me mostrasse se aquela era a vontade Dele na minha vida. Pedi pela misericórdia, para que Ele me confirmasse através da Palavra, e pela Sua infinita bondade, assim Ele fez. Na noite de 14 de maio de 2014, Ele confirmou que aquela era Sua vontade na minha vida e confirmou também o nosso casamento.

Acacia e RomesComo foi essa confirmação? O que te fez ter a convicção de que o Romes era seu futuro esposo?

Na nossa igreja durante o culto, temos o momento da Palavra (leitura e explanação ou exortação de uma parte da Bíblia) que não é estudada e sim revelada pelo Espírito Santo. Então, quando precisamos de uma resposta de Deus, fazemos em casa uma oração ou na igreja ao chegar e pedimos pra Deus falar conosco naquela noite. No meu caso, foi exatamente isso: pedi pra Deus me dar um sinal claro. Se o Romes fosse o homem separado por Ele para que eu me casasse, pedi para que a leitura da Palavra fosse Cantares, capítulo 2. E no meu caso, foi exatamente assim. Durante a exortação foi falado que o tempo de cantar havia chegado, que o tempo de choro tinha ficado para trás e eu, sentada no banco, sentia no coração a visitação de Deus através do Espírito Santo.

Vale comentar que ninguém sabia que eu tinha ido buscar uma Palavra, e que o Romes também estava no culto e também pediu um sinal de Deus pela Palavra (eu também não sabia que ele tinha ido buscar a Palavra). No caso do Romes, o sinal que ele pediu foi, se eu fosse a esposa que ele procurava, pediu para que a leitura e exortação da Palavra fossem relacionadas com flores, por causa do meu nome.

Você disse que foi pedida em casamento da maneira como sonhava na adolescência. Poderia nos dizer como foi o pedido?

No dia 16 de maio de 2014, saímos para jantar e começamos a namorar. Confesso que nos primeiros dias de namoro foi difícil entender a Vontade de Deus na minha vida. Aparentemente, meu namorado não tinha muitos dos ‘atributos’ que eu queria no perfil do candidato, mas eu estava certa de que Deus faria uma grande Obra. Um mês de namoro e Deus já tinha feito a Obra em nossos corações, e fui pedida em casamento, da maneira como sonhava na adolescência: com anel de noivado, flores e ajoelhado.

Em 14 de dezembro de 2014, sete meses depois, nos casamos em uma cerimônia íntima para familiares e amigos mais próximos. Em maio de 2015, quatro meses depois, veio a bela notícia para completar nossa felicidade: nosso amor já tinha transbordado, eu estava grávida. Em 14 de janeiro de 2016, nasceu nossa primeira filha: Chloe.

Quando você olha para trás, o que aprendeu com sua experiência?

Todos os dias, mentalmente, eu faço um check na lista de ‘atribuições’ que o candidato precisava ter, lá no passado. Deus tem feito a Obra Dele em minha vida, do jeito Dele porém cumprindo todos os desejos do meu coração, e hoje me dá muito mais do que eu esperava. Olho para trás e penso: será que seu eu tivesse deixado Deus operar na minha vida antes de 2014, tudo seria como é hoje?  Pensando bem…não seria, afinal:

“Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu. (Eclesiastes 3:1)”

Hoje eu sei que para ser esposa e mãe precisava ficar 10 anos sozinha. Precisava entender que a fé em Deus precisa ser inteira, verdadeira, genuína e que Deus realiza os desejos de nossos corações, quando deixamos Ele trabalhar em nossas vidas.

Termino esse texto com a Chloe adormecida em meus braços, os olhos cheios de lágrimas, o coração transbordando de gratidão à Deus e a certeza de que servir a Deus e deixar Ele trabalhar na minha vida, foi a minha melhor escolha.

Share

11 comments

  1. Jessica Santos de Jesus says:

    Linda a história da Acácia!
    Muitas vezes ouvi de algumas pesoas que devemos listar para Deus exatamente como queremos o nosso marido, mas eu sempre ficava com uma pulga atrás da orelha referente a esses comentários.
    A história da Acácia sanou minha dúvida, devemos confiar no quem Deus tem para nós. É comum encontrarmos algumas mulheres que criam um estereótipo de homem perfeito, entretanto as vezes o perfeito não é a melhor opção, mas sim a vontade de Deus em nossas vidas.
    “O coração do homem pode fazer planos, mas a resposta certa dos lábios vem do Senhor.” (Proverbios 16:1).

    Ótima história Elaine! Seu blog tem ajudado muito na minha caminha. Que Deus possa a cada dia te abençoar com muita sabedoria.

    Abraços!

    • Elaine Martins says:

      Oi, Jessica.
      Que legal ler seu recadinho. Confesso que também nunca fiquei muito à vontade para delimitar a Deus sobre um determinado tipo físico. Tenho as minhas preferências, mas certamente elas não se sobrepõe aos padrões bíblicos para um relacionamento, que é o que realmente importa.

      O que podemos pedir em oração são sinais específicos da aprovação de Deus sobre um possível cônjuge, exatamente como a Acácia fez. Isso é bíblico, e podemos encontrar, por exemplo, na história de Isac e Rebeca ( Gênesis 24:12-21).

      Esse questionamento é importante, pois sei que mais gente tem a mesma dúvida. Por isso vou levá-lo para o Sacha responder no Congresso JIBE: http://www.emdeusesperando.com.br/2016/05/17/solteira-ou-casada-qual-e-a-vontade-de-deus-pra-minha-vida/

      Espero que consiga participar pessoalmente ou online.
      beijos e que Deus abençoe grandemente a sua vida!
      Elaine

  2. Marlene says:

    Deus é simplesmente maravilhoso, estou muito feliz em ler o seu testemunho Acácia. Muito feliz pela sua união com o Romes, o Romes é um irmão muito querido aqui da minha comum, orei muito para sua felicidade. Como você mesmo disse, tudo no tempo de Deus, linda filha, parabéns. Deus lhes abençoe muitíssimo.

  3. Fabiana Miranda says:

    Delicia demais…Ouvir histórias como essas traz força,animo e encoraja-nos em nossa espera..Seja em todo tompo nossa força Pai…Quero viver o tempo do Senhor na minha vida, pois a sua vontade é infinitamente melhor que a minha….E no momento oportuno meu amor me encontrará..Eu creio em ti Jesus…Deus abençoe seu lar a cada nova manhã flor 🙂

  4. Vivianne says:

    Chorei. Que testemunho lindo.
    Me inspirou muito, Deus sabe (e a Aca tbm) que tenho um monte de porquês e idealizações na minha cabeça.
    Depois do divórcio, me tranquei. Hoje, sofro com a solidão, mas depois desta linda história, vou me indireitar …
    Deus abençoe muito, muito vcs!!! Amo vcs, sem vcs saberem. Bjs

Deixe uma resposta