Um devocional sobre alienados

E eles lhe disseram: Concede-nos que na tua glória nos assentemos, um à tua direita, e outro à tua esquerda.
Marcos 10:37

Por Marcelo Mariano

Alienação, falta de percepção da realidade. Falta de sensibilidade e percepção do calor do momento, da seriedade do momento… Falta de foco no que realmente vale a pena… Quase uma cegueira. Jesus acaba de falar aos discípulos algo de maior importância, de maior seriedade, extrema seriedade! Algo que vai marcar profundamente a história da humanidade como nunca ocorreu!

Ele revela que vai morrer e no terceiro dia ressuscitará. Que notícia! Que momento! Espera-se várias reações dos discípulos! Perguntas, choro, desespero da morte mas alegria da ressurreição…Todavia, eis que uma conversa surge. Um pedido. E um pedido sem sentido. Um pedido nada a ver com o momento, com o que foi falado. Um pedido que demonstra que aqueles dois discípulos não entenderam o que Jesus falou ou não entenderam o calor, a importância, a seriedade do que foi falado naquele momento. Algo totalmente fora do contexto. Eles pedem a Jesus que no reino, Ele os coloque um a sua direita e outro a sua esquerda. Depois de tudo o que Jesus disse, teve que ouvir isso…

Infelizmente, nós não somos diferentes. E nos últimos dias temos feito a mesma coisa ou pior. Pense: quantas vezes fazemos a mesma coisa em nossas vidas… Quantas vezes fazemos isso com Deus, com nossos relacionamentos, com nossos momentos importantes pra nós e para nossos irmãos , amigos, familiares… Estamos focando e valorizando coisas que não são as que realmente importam.
Quantas vezes Deus fala conosco coisas tão sérias, tão profundas, importantes, e nós estamos preocupados com outras coisas? Muitas vezes insignificantes.

Deus fala para nos arrependermos de algo que está nos destruindo enquanto nós respondemos a ele com a preocupação em ter uma namorada ou um namorado… Deus nos chama ao privilégio maravilhoso do servir mas nós respondemos com a preocupação sobre onde será nossa próxima viagem de férias. Deus fala conosco nos cultos, e nós respondemos com o Whats, o Facebook… Enquanto nos cultos, nos grupos de jovens, nas reuniões de oração, nas conversas particulares, as pessoas estão derramando o seus corações, pedindo socorro, ajuda pra dividir a carga, nós estamos preocupados com a próxima piada, ou brincadeira que vamos fazer…

Queridos amigos não sejamos alienados. Não sejamos pessoas fora de contexto inconvenientes, desleixadas com o que Deus fala conosco e com o nosso próximo. Vamos aprender a enxergar, entender, perceber o momento que estamos, que estaremos vivendo. Vamos aprender a perceber o contexto, o clima, a seriedade dá situações que estaremos inseridos. Seja em nossas vidas, seja em nossas Igrejas, em nossos relacionamentos, em nossos cultos, grupos de oração…

Infelizmente em algumas de nossas reuniões temos perdido a reverência, a paixão por Deus e pelo próximo. Temos desperdiçado os momentos maravilhosos de quebrantamento com nosso ego, nossa desatenção, nossas brincadeiras fora de hora, nossa irreverência…
Há tempo para tudo.

Temos invertido as coisas. Estamos chorando no momento que é pra rir e estamos rindo em momentos que é pra chorarmos.
Vamos pedir a Deus que nos ajude entender do que é tempo agora! Em cada momento que vivermos, em cada lugar que estivermos, diante de quem estivermos.

É tempo de rir, é tempo de chorar?…

Deus nos ensine

Share

Deixe uma resposta